RC Livramento é vice-campeão do Citadino de Futsal 2019

Na noite de domingo, dia 17/11, a equipe de futsal do RC entrou em quadra para a grande final do Citadino de Futsal – Série Ouro contra a qualificada equipe do Vitéllio.

As maiores emoções do domingo de decisão do CFL ficaram para o final. Na grande decisão da Série Ouro Vitéllio e o bicampeão RC protagonizaram a mais equilibrada das finais em 11 anos de Citadino. Depois da, tradicional entrada protocolar com a convocação individual e muito efeito de luzes e fumaça na passagem dos atletas, foi executado o Hino Riograndense. Quando a bola rolou o Vitéllio adiantou o time e dificultou o jogo coletivo do RC Livramento, além de diminuir a participação de Dodô como goleiro linha, jogada forte da equipe. Com a bola, porém, os dois times buscavam o espaço. O Vitéllio então buscou no banco uma opção a mais de ataque, Rafinha entrou no jogo para no segundo toque na bola completar a troca de passes com um chute cruzado que venceu Dodô e abriu o placar do jogo. A vantagem do Vitéllio levou o RC a adiantar marcação para pressionar, mas de contra partida deu espaços ao adversário. O Vitéllio voltou a trabalha a bola e Mincho entrou Duka livre no centro da quadra. Ele bateu forte para ampliar para 2 x 0. O RC Livramento buscou no banco peças para reagir com as entradas de Rafinha e Marcelinho a equipe ganhou em movimentação e depois de uma bola na trave de Rafinha, Greyson venceu o marcador na esquerda e bateu cruzado para diminuiu. Com o controle da bola o RC empurrou o adversário para sua quadra e depois de uma bonita troca de passes, Rafinha, livre de marcação empatou o jogo. Veio o segundo tempo e o Vitéllio manteve a estratégia de marcar na quadra adversária e criou as primeiras chances. Mas ao contrário do primeiro tempo a equipe foi parava no goleiro Dodô e finalizava mal. O castigo por tanta chance perdida não demorou. Greysson, proveitou-se da bola parada e soltou a bomba para colocar pela primeira vez o RC na frente. O Vitéllio tentou agir rápido o goleiro Dodô foi ainda mais veloz. Ele fez a defesa e viu o goleiro Mexicano fora do gol. O chute foi preciso e o RC abriu vantagem de dois gols. Ao contrário do primeiro tempo, a pressão mudou de lado e foi o Vitéllio que teve que correr atrás do resultado. Depois de alguma insistência o goleiro Dodô deu rebote na finalização do goleiro linha Mexicano e Mincho bateu para fazer o terceiro gol do Vitéllio. O jogo entrou no minuto final e o Vitéllio pressionava, diante de um RC fechado e resistente. A resistência, porem durou até 5seg do final. Foi quando o goleiro Mexicano, recuperou-se do gol sofrido por Dodô. Ele certou um chute perfeito do meio da quadra e empatou a decisão em 4 X 4.

Prorrogação

No tempo extra, repetiu-se o filme do primeiro tempo. O Vitéllio voltou a ser mais criativo, mas novamente pecou na finalização. O RC esperou sua chance e depois de ser lançado, o ala Yuri chegou antes do goleiro e tocou para o fundo da rede, fazendo 1 x 0 RC, placar do primeiro tempo. Nos 5min finais o Vitéllio enfim viu sua posse de bola ter resultado prático. Depois de algumas defesas do goleiro Dodô, Duka recebeu na esquerda e tirou do goleiro empatando o jogo. O Vitéllio obrigou o RC a voltar a arriscar-se na partida, superando o desgaste físico. Aos 30seg do final apareceu a chance do contra ataque e desta vez não houve desperdício. Ruben carregou a bola e encontrou Guilherme na esquerda. O ala deu um leve toque para vencer o goleiro Dodô e marcar o gol do título do Vitéllio. O RC ainda teve a grande chance de empatar o jogo no tiro livre cobrado por Greysson. Mexicano, porém, defendeu.

Matéria de: Sidnei Silva.

Comentários encerrados.